quinta-feira, fevereiro 25, 2010

De modo

Às vezes tua voz
enganadora
mente
e tantas vezes mesmo
amorosa
mente.

Tua voz rouca
mente
sedutora.

 

9 comentários:

Assis Freitas disse...

solamente, sola: de sol a sol. de modo perfeitamente poético. abraço

Nydia Bonetti disse...

E a gente acredita. Ou finge que. :) Adorei teu mínimo, Dade! Beijo!

Fabio Rocha disse...

Adoro esse jogo de palavras com "emnte". Aqui foi ao limite. Perfeito. Beijos

Lalo Arias disse...

Essa pegou na veia, Dade.
grande beijo

Cosmunicando disse...

que delícia de poema :)
beijos

Jefferson Bessa disse...

a voz da verdade que seduz mentindo/a voz da mentira que seduz dizendo a verdade. Adorei a leitura.

beijos, Adelaide!
Jefferson.

Anônimo disse...

Mandou superbem menina.
Beijo
JN

Moacy Cirne disse...

Oi, há um poema seu
no Balaio de hoje.

Um abraço.

Gisela Rosa disse...

essa voz vem de dentro

Nós a aceitamos quando queremos....

beijo dade