quarta-feira, maio 02, 2012

Aprendiz



O ovo
arco de luz
gota de ar mistura
cor e núcleo
e música e silêncio
no aprendizado de uma vida breve.

Ave
as asas resvalando no limite
o fôlego mais leve
o corpo inflado
as penas
perdendo a luta contra o vento.

 

8 comentários:

Leonardo B. disse...

[peregrino de céus,

o pássaro de nuvem e fogo,
o rigoroso aprendiz de divino.]

um imenso abraço, Amiga Dade

Leonardo B.

Aloísio disse...

A condição de aprendiz é de nós todos, mas aos pássaros ela se impõe desde o início de suas vidas. Lindo poema.

Beijo.

Assis Freitas disse...

ovo e ave, ave césar

beijo

Ivan disse...

Esse arco de luz que sai voando, essa luta que perde para o vento - poesia da mais pura.

Beijos do Ivan.

AnaC disse...

Como nossa luta...

Beijos, amiga.

Daniela Delias disse...

Que luta!!!

Bjo!

mfc disse...

Do ovo à ave... um percurso que se repete de uma forma linda!

Cris de Souza disse...

Suspeito que a sina não passa em claro.