quarta-feira, junho 24, 2009

Ela



Foto Ícaro, sem menção de autor.




Lagarta
mas se enfeita
:
tece seus fios
de inferno e paraíso
na véspera do voo.

4 comentários:

Analuka disse...

Adorei o poema, Adelaide! Eu poderia publicá-lo lá em meu blog, na próxima postagem?... Não preciso dizer que também achei linda a imagem da borboleta, né? Beijos pintados e alados para ti, amiga.

Bia Pontes disse...

Estou lagarta, totalmente.
Lindo, querida.

beijo pra vc e parabéns pela sensibilidade refinada.

helen ps disse...

Entremeio de destino. Belo poema.

Abraço.

PAZ e LUZ

Giovani Iemini disse...

bonito.