segunda-feira, dezembro 10, 2012

Gaivota



                                                                  Foto de Guido Caldeira


Voando ao vento
sabe seu rumo
inscrito em cada pena.

14 comentários:

José Carlos Sant Anna disse...

Que singeleza na apreensão do voo do pássaro. Um haikai perfeito.
Abraços,

Bípede Falante disse...

as bússolas estão a voar pelo corpo...
beijoss

Tania regina Contreiras disse...

Tão bom saber-se por instinto! Tenho procurado ler as minhas penas...rs Muito bom, Dade.

Beijos,

Ira Buscacio disse...

se eu fosse gaivota saberia meu rumo...
Teus olhares sempre capturam sensibilidades, eu adoro!
bj, Dade e boa semana

Assis Freitas disse...

apenas, apenas

beijo

Ivan disse...

Sim, ela sabe...
Beijos do Ivan

dade amorim disse...

José Carlos, sua presença é uma alegria. Volte sempre, viu?
Abração.

dade amorim disse...

Lelena, adoro a originalidade de seus comentários.
Bjss

dade amorim disse...

Também gostaria de me saber por instinto, Tania.
Bjss

dade amorim disse...

Ira, deve ser bom ser gaivota!
Bjss

dade amorim disse...

Assis, adoro quando vc usa esses recursos!
Bj

dade amorim disse...

E como sabe, Ivan!
Bjs

Anna Amorim disse...

Anseio por asas e possibilidade de seguir este desejo de dentro sem tropeços tão humanos!

Beijos,

dade amorim disse...

Sim, Anna, entendo bem esses "tropeços tão humanos" de que fala. Ter asas seria uma grande felicidade...

Beijos