quarta-feira, fevereiro 19, 2014

Filme




Queria um filme
lírico e felino
com dois ou três cenários
tão somente.

Um filme com parreiras
trilha sonora de nuvens passageiras
e cantos da manhã
filme perdão.

Uma janela de trem em minha sala
para a paisagem do campo
e duas alas para namorar
à sombra que desvenda o meio-dia.

Queria Dioniso de galã.

8 comentários:

Adri Aleixo disse...

Perfeito, Dade!

Beijos :)

Assis Freitas disse...

um filme em todas as dimensões do onírico



beijo

Assis Freitas disse...

um filme em todas as dimensões do onírico



beijo

Graça Pires disse...

Imaginei o filme fantástico que o poema nos sugere...
Beijos, amiga.

José Carlos Sant Anna disse...

Essa é Grande Beleza que o cineasta italiano não captou.
Beijo, Dade!

Nilson Barcelli disse...

Gostei muito do teu lado de realizadora de filmes... rsrsrs...
A verdade é que cada cena do teu poema tem a sua poesia.
Excelente. Nunca fazes pormenos, aliás...
Dade, minha querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

Cris de Souza disse...

Felino pra Feline filmar.

Beijo, queridade*

teca disse...

Uma cena cinematográfica!

Beijo.