sábado, abril 28, 2007

Dia




Tortuosamente belo
o dia partido ao meio.
Metade sol
outra lua.
Metade daquele dia
tortuosamente belo
foi amor
outra
amargura.

Um comentário:

l' excessive disse...

Adelaide!
Privilégio é poder passear por todos seus blogs!
Cheios da boa poesia com muita sensibilidade.
Um beijo pra você
Liz