quarta-feira, novembro 14, 2007

Asas


Foto Michelle Olaya Ortega. Barcelona.



Asas do instante
abrem caminho
leves.

O instante alado
perfuma
nossas vidas.

3 comentários:

Betty Branco Martins disse...

Querida Adelaide


_________presa na neblina


"asas"

esvoaçam




procurando










um céu de luz____________...


Beijinhos com muito carinho

Carol Timm disse...

Adade,

Eu sempre quis ter asas,
talvez por isso Deus tenha me dado a poesia.

Há algo mais alado do que o poema?

Voará a ave mais alto do que o poeta?

Tuas asas são lindas e teu vôo delicado como o de uma gaivota.

Beijos,
Carol

Analuka disse...

Suave, translúcido, o véu (alado) de tua escrita, Adelaide. Beijos!