domingo, março 16, 2008

Expedientes

Não há nada pior que a solidão
quando se sabe
que a carrocinha do sorvete está na esquina.

Fugir será talvez uma saída
antes que a réplica do amor se sobreponha
a nossas belas viagens de recreio.

Melhor que tudo
é o lastro que mantém a embarcação
à tona.

Um comentário:

Jacinta disse...

Seu poema parece ler meus sentimentos, agora, em que olho para o lastro espumante e desejo que, com ele se vão as aflições, que esmagam o peito, e me esvazie, de forma que fique aberta para boas sensações como tomar um sorvete na esquina.
Um abraço
Jacinta