terça-feira, março 25, 2008

Alento




Minhas palavras
o vento costurou a sua veste.

O trigo a uva e as rosas
invadem as campinas
e a frase menos límpida
ainda busca o alento da manhã.

Ouve as palavras do vento

Mais que de ausência
essas palavras rondam tua casa
com ânimo de sol

5 comentários:

menina do vento disse...

Muito Bom!! Se queres saber do vento passa pelo meu!!!

Héber Sales disse...

que fecho! poético demais.
um beijo.

Jacinta disse...

Que versos saborosos encontro aqui, mulher. Sensíveis e fortes como "a palavra do vento". Amei.
Um abraço
Jacinta

Héber Sales disse...

tá bem, deda. muitíssimo obrigado.
um beijo.

vendaval com poesias disse...

Olá Adelaide

Me encantei com seus blogs, tive a oportunidade de dar uma olhada em alguns e muito gostei, belas fotos e com poemas seus
Uma perfeita combinação.

Sou suspeita, mas adorei essa "voz do vento", gosto muito dos elementos da natureza, vento, chuva, sol, frio, calor...
abraços, agradeço sua visita e seja sempre bem vinda.