terça-feira, agosto 05, 2008

Vegetal

Foto Dade Amorim.

Quase entrando pela janela
a amendoeira
atira uma folha seca sobre o chão
e espanta um pedaço da noite
que ainda adormecia pela casa.

8 comentários:

Carol Timm disse...

Adade,

Eu sou completamente apaixonada pelo desnudar das amendoeiras.

É o mais belo espetáculo que conheço do tardio outono no Rio de Janeiro...

Eu aprecio ver as diferentes tonalidades das folhas das Amendoeiras pelo chão.

Beijos,
Carol

acqua disse...

Que suave sensação me permite caríssima. Gostei tanto que levo comigo. Espero que não se importe. Meu momento poesia terá sua presença. Abraços meus...

fernando disse...

Belissima interpretação...belissima foto...Parabéns! Bjos

mariah disse...

simplesmente Belo!
Delicadíssimo!
Permite que o coloque no meu blog, Amiga?


Beijo,

mariah

Mïr disse...

Iluminando a noite...

Lindo e sensível poema.

Beijinho

Florescer disse...

Visulizo o espetáculo do outono nessa amendoeira com sua folha a anunciar que já é novo dia. Que lindo poema.
Beijos
Jacinta

nd disse...

Vim dar com o seu blogue de poesia, depois de andar a investigar o outro. Bons poemas que vou lendo.

Marcelo Amorim disse...

Furtei. Texto e foto, lindos :-)