terça-feira, abril 21, 2009

Novena



Trinca os dentes em número de cinco
dois em cima e três embaixo
e sente a sede de morder alguém
chegar da caixa toráxica.

Afasta a cortina rendada
de volta a sua fuga predileta
e acende a vela de cera ao santo que
impassível
parece rir no fundo do oratório.

5 comentários:

Nydia Bonetti disse...

E além de tudo, vira o santo de cabeça pra baixo, "tadinho"...
Nós e nossas crenças, que nos ajudam a viver...
um beijo, Adelaide.

Amélia disse...

Gosto da novena e do santo virado às avessas.Beijo

Anônimo disse...

adorei.

Beijo, mariah

vanessa disse...

O santo e a vela que acendo
ajudam a ir-se vivendo
Né não?
Beijos!

Nydia Bonetti disse...

Adelaide
Indiquei um prêmio para você lá no LONGITUDES. Quando puder, passa lá, ok?
Beijos.