quinta-feira, maio 07, 2009

Municipal


Todas as manhãs
de sua gaiola
a ave olha pela janela
a grande águia
de asas de bronze
sobre o telhado do Theatro
e canta como nunca.

5 comentários:

Nydia Bonetti disse...

Faz pensar... Pra que ídolos, andamos cantando? Somos aves pequenas, deslumbradas com as águias... ou não. Sempre bom te ler, Adelaide. bjs.

Gisela Rosa disse...

das asas que desconhecemos...

é linda a sua expressão Adelaide!


Beijinhos

Quiz disse...

Please visit our blog blog Neo Quiz Spot . We hope you to visit us soon

Guto Oliveira disse...

A vida, qualquer que seja a sua condição, será sempre vida, e só um ser vivo será capaz de cantar. Beijo.

http://quasepoema.zip.net

Jefferson Bessa disse...

olhar o voo
dos cantos
para cantar
o poema.

Um abraço!
Jefferson.