domingo, fevereiro 10, 2013

Pergunta





Eu me pergunto
por que o impulso
de ver mais longe
saber mais perto.

É quase noite
e ainda pergunto
por que o dia
não foi capaz
de saciar
esse delírio
e a ansiedade
pelo momento
de ver teu vulto
chegar mais perto.

16 comentários:

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

É este delírio,
o desejo
da vida...

Que em teu coração,
a alegria faça morada...

AnaC disse...

Perguntas que nos fazemos tantas vezes...

Beijo, querida amiga.

Ivan disse...

Lindo e verdadeiro, Dade!
Beijos do Ivan.

Ira Buscacio disse...

somos deliciosamente insaciáveis!
esse seu olhar de poeta sabe-o bem
bj grande, Dade

Daniela Delias disse...

Tão bonito! Pergunte-se, pergunte-se, minha querida amiga poeta!

Assis Freitas disse...

ver e ter: verter



beijo

Adri Aleixo disse...

Delícia de poesia, Dade!

Bela reflexão!

césar disse...

É o caso de se perguntar sempre...
Beijo.

dade amorim disse...

Caro amigo Aluísio, é sempre muito prazeroso receber seus comentários e visualizar o que vc escreve em seu blog.
um grande abraço.

dade amorim disse...

Ana, fico sempre contente quando a vejo por aqui.
Beijo grande.

dade amorim disse...

Ivan, vc é a própria verdade!
Abraço e beijo.

dade amorim disse...

Ira, querida amiga, é uma alegria ver vc por aqui.
Beijo beijo.

dade amorim disse...

Daniela, agradeço tua presença por aqui - um enorme prazer.

Beijocas.

dade amorim disse...

Assis, que bom ver vc por aqui, sempre!
Beijo beijo.

dade amorim disse...

Adri, obrigada mesmo pela presença e até já!
Beijo beijo.

dade amorim disse...

Caro amigo César, estou esperando seu blog!
Beijo!