sábado, setembro 14, 2013

Viver




Viver
é discutir o indiscutível
inadequado e lírico
inexata exatidão
rajada de impossível.

É se entrevar
manipular estorvos
e conquistar montanhas
passo a passo
topeçar
e do tropeço refazer o espaço.

Viver é se afogar
e em fogo renascer
no berço brando do amor
e desse amor
tantas vezes morrer
quantas for dado.

7 comentários:

Anna Amorim disse...

e desse amor
tantas vezes morrer
quantas for dado


e renascer

Beijos,

Assis Freitas disse...

magia de poema



beijo

teca disse...

Versos próprios de quem vive... e ama.

Beijos.

césar disse...

Gostei demais, Dade!

Beijo pra você.

José Carlos Sant Anna disse...

viver é escrever com a essa leveza deixando tanta sombra iluminada...
beijo, Dade!

Luana disse...

Beleza pura, Dade. Amei.

Beijo

Adri Aleixo disse...

Uma oração!

Beijos, meu amor!