segunda-feira, setembro 02, 2013

Conversa



 
“O tempo está menos áspero,
quase não ventou,
e o céu esteve azul parte da tarde.
“É sábado.
quase ninguém nas ruas.
“A noite deve ser quente.

E assim deixamos escapar
tudo que mais importa dizer
mas nos assusta
porque decidiria nossos rumos.

8 comentários:

Assis Freitas disse...

o não dito assombra


beijo

José Carlos Sant Anna disse...

O teu olhar é de uma verdadeira iniciada. Sobretudo essa suavidade com que você nos revela a essência das coisas.
Beijo, Dade!

Ivan disse...

Dade, adoro esses poemas que vc faz!

Beijos do Ivan.

Enylton disse...

Bem pensado, Dade!

Beijos nossos.

Fred Caju disse...

Sou muito de não-ditos intensionais, confesso.

teca disse...

Seu jeito de ver, viver e sentir é precioso. Que letras poéticas!

Beijos.

Anna Amorim disse...

Um jeito introduzido no cotidiano para contornar os sentires...

Muito bom, Dade

Beijos,

Jota Effe Esse disse...

Às vezes falo, às vezes calo, então me abalo, e por fim ralo! Nem preciso dizer que gostei, do post, eu sempre gosto. Meu beijo.