sábado, agosto 04, 2007

Na janela

Na janela

Da janela te vejo
e vêm contigo
vozes mudas
de neblina.

Vêm contigo
pensamentos sem calor
e o sabor esquecido
em algum canto da cidade.

Vêm contigo
impulsos envelhecidos
e um abraço que ficou
suspenso
depois que todas as ofertas
se cansaram.

Deixei tua saudade na janela
e fui tratar da vida.

3 comentários:

(l' excessive) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
(l' excessive) disse...

Demais de liiiiiinda!
Vá até este endereço e escolha uma janela para ilistrar esta belezura...
http://picasaweb.google.com.br/beth.kasper/MinhasPreferidas
:o)
Um beijo

Lunna disse...

Lindo!!! É tudo que consigo dizer neste momento, queria eu ter palavras para traduzir a sensação que me causou esses versos.
Beijos e desejos de uma semana tão intensa quanto seus versos.