quinta-feira, março 05, 2009

...

atrás da porta do armário
numa sacola de camurça
ruça
deixo ficar os dias
que se recusam a virar passado

as pétalas e
as cartas sem resposta
um dia se esfarelam sem aviso
mas há desejos de longa duração
amores refugados
e algumas alegrias
dessas que os poetas antigos chamavam peregrinas

quem disse que só temos
o presente?
ou dito de outro modo
talvez nosso presente seja
exatamente
uma sacola velha de camurça

3 comentários:

Mulher na Janela disse...

na minha sacola de camurça tem um cisco que não foge: as lembranças sempre vivas, carregadas em meus sonhos.
lindo poema.

beijos...

nydia bonetti disse...

Há dias que serão sempre 'presentes", embora que guardados numa sacola ruça atrás da porta. Que imagem perfeita.
beijos.

Fragmentos Betty Martins disse...

.______querida Adelaide





"entre" as suas palavras


.__________o jasmim____...





FELIZ DIA DA MULHER





.e




TODOS OS DIAS






beijO_____ternO