quarta-feira, maio 25, 2011

Voo sem asas

Amar
é interromper o interior das coisas
como quem lê as cartas do tarô.

É susto divisório
vidro quebrado aos pés
e golpe na garganta
sem contenda.
 
Amar é se queimar
feliz do fogo
exasperar a vida
em mortes repetidas
e voar sem asas
pelo paraíso.

11 comentários:

Patrícia Gonçalves disse...

Querida Dade,

sim, amar é isso, "voar sem asas pelo paraíso"!

bjs

Suzana Martins disse...

Amar é escorrer em sentimentos versos que perfumam a vida...

beijos linda

Daniela Delias disse...

Sim, é tudo isso...poema mágico, Dade, golpe na garganta (sem contenda) rs. Bjão!

Assis Freitas disse...

interromper o interior das coisas/como quem lê as cartas do tarô

sim deve ser isso, só pode ser isso, puro alumbramento


beijo

Benno disse...

o que é amar?
pergunte a quem não ama e terá resposta, não sei e por isso acho que talvez não exista.
pergunte a quem ama e este alguém te dirá, não sei mas sei que é a única coisa que existe.
por isso amor, quando chega, como um invasor ele se apossa de todo o nosso ser, este ser adquire um novo e original significado. E tudo que era antes deixa de ter importância.

Nilson disse...

Alumbramento, sim. Interromper o interior das coisas: um mistério!

MIRZE disse...

"Interromper o interior das coisas"

Dade!

Acho tão difícil amar, mas essa síntese feita por sua inteligência e sabedoria, me deixou pasma. É exatamente o que sinto.

Beijos

Mirze

Lara Amaral disse...

Que bonito, Dade! Vc falando das coisas que todo mundo fala, mas da sua forma especial e linda!

Beijo.

Fouad Talal disse...

Fecho com você Dade, também fico chateado, e acho mesmo que o humor é quase poético por natureza. Por isso aquela poesia:

a primeira graça é a gratuidade
a segunda graça é a pessoa
a terceira graça é o humor

sobre o amor, ele é.
beijo!

Úrsula Avner disse...

Oi Dade, que bela e poética descrição do amor... Sempre me encanto com seus poemas. Bj.

Ivan disse...

Sábias palavras, Dade!
Beijo do Ivan