sexta-feira, julho 06, 2012

...


O céu ainda está sendo construído:
cada janela o pressente
e cada dia
inquieta o próprio tempo em operário
na face da criança que anuncia
no gesto que reúne todo o povo
– o céu não é a paz.

6 comentários:

Adriana Aleixo disse...

Ah! Essas janelas! Sabem tudo essas janelas...

Beijo, Dade querida!

Sandrio cândido. disse...

existencialista

Mirze Albuquerque disse...

LINDO DEMAIS!

Para a criança, o céu é aqueli azul, lá em cima. E é PAZ. Quando criança, sempre questionei isto.

Belo demais

Beijos

Mirze

Elisa Cunha disse...

isso me lembra meu professor de literatura falando sobre existencialismo... o tempo que envelhece nossa casca é o mesmo que nos renova em essência, construindo dia-pós-dia, o interminavel.. céu.

beijos. :)

Lara Amaral disse...

O céu e seu baú infindável de vozes e imagens.

Beijo.

mfc disse...

O sonho só pode ser alvoroço!