quinta-feira, janeiro 13, 2011

Manhã 4













A névoa é branca
os pensamentos turvos.
O dia espera à tona
transparente de silêncio
bote armado por insetos.

3 comentários:

Leonardo B. disse...

[claras manhãs aguardam uma ordem na palavra, no alimento condensado entre o céu e a terra]

um imenso abraço, Amiga Dade

Leonardo B.

Assis Freitas disse...

ah de pensamentos turvos florir paisagens

beijo

Mirze Souza disse...

Dade!

Que importa aos insetos, a névoa branca. Deviam respeitar.

Mais um lindo poema para meditar.

Beijos

Mirze