quarta-feira, outubro 02, 2013

À la Clarice






Se a luz percorre nosso corpo
e o amor se apaga
a escuridão nos ata
e a ausência de quem se ama
pesa mais.

Uma palavra pronta a ser dita
que os lábios calam
é silêncio maior que a música
e canta
de entristecer.

Carregamos o peso das ausências
as palavras caladas
e os desejos
despetalados
antes de florescer.

7 comentários:

Assis Freitas disse...

belo, belo


beijo

Adri Aleixo disse...

Carregamos tudo isso sim, Dade.

Maravilhoso poema! Beijo :)

José Carlos Sant Anna disse...

A Clarice também bateria palmas para este poema maravilhoso. Este colore as nuvens...
beijos, Dade!

Fabio Rocha disse...

Adorei, principalmente o final. Beijos, dade

Ivan disse...

Dade, um dos mais belos poemas que você escreveu é este.

Beijo do Ivan

Fred Caju disse...

O melhor disso tudo é que o À la Clarice ficou completamente À la Dade.

Ivan disse...

Tão bonito, Dade!

Beijo do Ivan