quarta-feira, outubro 30, 2013

perfil 2




o corpo dele era um
potro
as faces
tantas
quanto o peito desejasse

acordava antes do rastro
e à luz do astro mais rude
se alastrava em mais um dia

10 comentários:

Cris de Souza disse...

Que tentação!

Beijo, Dade*

Vanessa Vieira disse...

lindo Perfil!!! Poesia maravilhosa Dade!!! Abraço!

teca disse...

Tecendo as letras em perfeita harmonia criando o perfil.

Beijos.

Assis Freitas disse...

gostei por demais, muito



beijo

Leonardo B. disse...


[retrato traço

de ser imenso.]

um enorme abraço, Amiga Dade

Lb

Fred Caju disse...

Fui atrás do Perfil 1, é esse?
http://inscries.blogspot.com.br/2008/02/perfil.html?

E ainda cabei achando uma variação desse segundo.

Abração.

José Carlos Sant Anna disse...

Essa capacidade de invenção e surpresa na sua poesia é um corpo que nos invade e nos toma posse. Este poema é invulgar.
Beijos, dade!

Tania regina Contreiras disse...


Nossa, me arrebatou!

Beijos,

Adri Aleixo disse...

Mágica!!!

Beijo :)

Nilson Barcelli disse...

Não sei se interpretei bem o poema, embora na poesia quem manda seja o leitor...
Em qualquer caso é um poema muito bem elaborado. Gostei, é excelente.
Dade, tem uma boa semana.
Um beijo, querida amiga.