quarta-feira, novembro 09, 2011

Ao sol de agora

Bem sei da noite
que vai chegar
asas escuras
paisagens foscas.
Sei que de sono
vamos morrer
durante as horas
de ouvidos moucos
o pensamento
desfeito em sonhos.

Agora
que é dia ainda
melhor pensar
pelos sentidos.
Melhor ouvir
o mar batendo
e mergulhar
nas horas vivas
enquanto o sol
roga por nós.

8 comentários:

Adriana Aleixo disse...

Que coisa linda, Dade! O sol rogando por nós...

Um beijinho!

Ivan disse...

Viver a vida, eis o melhor de tudo, antes que o sono tome conta de nós com seus sonhos, antes que o pensamento se desfaça.

Beijos, Dade.

Assis Freitas disse...

solar, sol ar

beijo

MIRZE disse...

Lindo poema, com maravilhosas imagens!

Beijos

Mirze

Iara Maria Carvalho disse...

uma oração das mais poéticas!

ou uma poesia das mais fervorosas!

linda!

beijosss

Luana disse...

Lindo poema, louvor ao sol.

Beijos, querida.

Jorge Pimenta disse...

vamos morrer de todas as coisas, querida dade. saibamos morrer por algumas...
beijinho!

Daniela Delias disse...

Pensar pelos sentidos...teus versos são lindos!