segunda-feira, dezembro 26, 2011

Inquisições


A noite chega bordada de imagens
dentro dos olhos
na autonomia mais tempestuosa
como se da liberdade se esperasse
um destino de réu da inquisição.
Mas se a vida pode ser assim
melhor viver depressa
antes da condenação.

10 comentários:

Sandrio cândido. disse...

gostei, livre sempre

Antonio Carlos disse...

As inquisições ofegam palavras, diminuem a vida mas não são autonomas, se antes não as reconhecer. Abraços

mfc disse...

... a liberdade é sempre precária!

Luana disse...

Melhor viver ao máximo, nunca se sabe o que pode acontecer.
Bjs.

Assis Freitas disse...

nascemos sob este signo,


beijo

MIRZE disse...

Belíssimo, Dade!

" melhor viver depressa antes da condenação. "

Perdi o Fôlego nesse final. Mas ainda resta um pouco de ar para te desejar um ANO NOVO COM MUITA PAZ, POESIA e SAÚDE!

Beijos

Mirze

AnaC disse...

A vida é urgente, a liberdade é apenas uma crença.

Beijos para este ano e o outro.

Elisa Cunha disse...

A gente aproveita um tanto de liberdade que resta dessa prisão...

Beijos, feliz 2012 pra ti. :)

césar disse...

Ter consciência do peso da vida é meio caminho andado para a liberdade interior, a mais importante.

Beijo, Dade.

Jorge Pimenta disse...

dade,
liberdade: essa máquina poderosa com que tantas vezes nos iludimos, com que tantas vezes nos enganam...
há hoje um sem número de autos-de-fé a que assistimos impávidos e sem reação... parece que temos medo das coisas que crepitam...
beijinho, com votos de um novo ano repleto de poesia, olhar certeiro e sensações boas. todas!