sexta-feira, junho 08, 2012

Fotos

As fotos de família
são uma terceira pessoa
sorrindo de um tempo
bem diferente.
As fotos de família
trazem de volta
o que já não existe.

11 comentários:

Lara Amaral disse...

Não me reconheço em fotos passadas, nem ninguém ao meu lado. O mundo provavelmente deve ser criado de novo a cada foto batida... perdida.

Beijo, Dade.

Daniela Delias disse...

Lindo poema. E belo o cometário da Larinha...

Bjos

Bípede Falante disse...

não tinha pensando as fotos da família personificadas como uma terceira pessoa, um terceiro membro, um terceiro olho.
adorei seu ponto de vista.
e o poema está perfeito!
tocante...
beijoss

mfc disse...

Gosto da nostalgia que elas nos fazem reviver!

Assis Freitas disse...

as fotos de família congelam os ausentes,



beijo

José Carlos Brandão disse...

Dade, para você um poeminha sobre o mesmo te
ma - mais pesado, desculpe.

ÁLBUM DE RETRATOS

A família no álbum de retratos
está morta, incrivelmente morta,

e nós nos procuramos entre eles,
uns olhos, queixo, testa, nariz,

como se nós quiséssemos ser,
assim como eles, mortos também.

Um grande abraço.

Jorge Pimenta disse...

é no rosto sépia que o tempo adormece. só os olhos o sabem, porque esses nunca ganham rugas.

beijinho, dade!

Antonio Carlos disse...

Isso é verdade Dade, fotos de família, trazem o que já não existe mais, são apenas realidades de uma terceira pessoa. Beijos

João Renato disse...

Depois, também seremos fotos.
Mas alguns deixarão poemas.
Beijo,
JR.
(A Gerana voltou a postar).

Adriana Aleixo disse...

Isso Dade, atualmente elas são tão forçadas que talvez já não existam.

Muitos beijos :)

Jefferson Bessa disse...

Memória de ver num poema de bela clareza. Um beijo.
Jefferson.