segunda-feira, setembro 17, 2012

Domo




Em sua terra
as catedrais seguram as mãos dos visitantes
e interrompem a respiração do mundo
fechada em seus vitrais.
Todas as catedrais submergem
afogadas por um sino.

7 comentários:

Aloísio disse...

Sabe, acho que é assim mesmo.

Beijos.

Daniela Delias disse...

Incrível...

Interrompeu minha respiração também...

bjo

Assis Freitas disse...

afogar-se em sinos, lembrou-me uma canção do pink floyd: the division bell,



beijo

teca disse...

Entre sons e vibrações...

Beijo carinhoso.

Adri Aleixo disse...

Já interromperam minha respiração por longos anos...

Beijo, poeta!

Bípede Falante disse...

Traduziste com perfeição o que sinto quando os sinos badalam as catedrais.
beijoss

Leonardo B. disse...


[esses sinos que anunciando as manhãs do mundo,

reclamam um pouco mais de eternidade;
e por onde passa?]

um imenso abraço, Amiga Dade

Leonardo B.