segunda-feira, janeiro 02, 2012

Poeira



As pegadas do tempo
vão cada vez mais longe
sobre a pele do corpo
sobre a pele da terra.

Pensar é uma poeira
de cobrir verdades
que nunca vamos entender.

15 comentários:

Luiza Maciel Nogueira disse...

poeira, adoro essa palavra, principalmente quando regada a poesia. como neste poema. beijos

Elisa Cunha disse...

Às vezes o pensar só traz mais confusão...

Bjs

Cissa Romeu disse...

Dade, tudo bem?
O pensar cobre verdades?
Ou é a própria verdade que nem poeira a esperar o vento que lhe desvele?

Lindo poema, lindo blog.
Estava ensaiando vir aqui faz um bom tempinho, agora consegui! Sou sua amiga no fecebook, (lá estou como Ana Cecília Romeu), acredita? E não conhecia teu espaço virtual!
Desfeita a perda de tempo!
Adorei!

Estou seguindo, claro, se quiser conhecer o meu, fique à vontade.

Ótimo ano que se inicia, com tudo de melhor para ti e família!
Beijos :)

MIRZE disse...

LINDO, DADE!

E mão dá para limpar essa poeira.

Beijo!

Mirze

Edu O. disse...

adorei a imagem das pegadas sobre a pele

Assis Freitas disse...

pensar entorpece os sentidos,


beijo

mfc disse...

Ainda assim é preciso pensar!
Pensar é duvidar.

dade amorim disse...

Amigos do blog, aproveito uma ressurreição rápida da internet aqui na pousada das férias para avisar que a falta de comentários e presença deve cessar na próxima semana.
Abraços gerais e obrigada pelas palavras amigas.

Ivan disse...

As pegadas do tempo nos marcam de poeira
Beijos do Ivan

Enylton disse...

Uma das verdades que nunca vamos entender, mas sofrer sim.

Beijos nossos.

Evanir disse...

Que a fé e a esperança anda de mãos dadas, bem juntinho de você.
Esta esperança é nossa esperança. É com esta fé em Deus que
estou para 2012.
É com esta fé que nós seremos capazes de transformar esse mundo se cada um de nos
fizermos nossa parte.
E a esperança não ilude, porque o amor de
Deus foi derramado sobre todos nos.
Esta luta do filho de Deus não anda de mãos dadas com renúncias e tristezas,
e sim de esperança num amanhã mais feliz.
Um feliz final de semana.
O primeiro de 2012.
Muita paz muito amor para você.
Beijos no coração.
Evanir..

Vais disse...

Saudações, Dade,
estava para passar em palavras pra te desejar um feliz e ótimo 2012 com muita saúde, amores e tudo que se tem direito

poema poeira muito bonito e que dá o pensar
me veio as poeiras nossas de cada dia onde o espanador só a muda de lugar e para tirá-la precisamos um pano úmido que absorva

Obrigada, querida, pelas tantas presenças

beijos e abraços com todo carinho

Jefferson Bessa disse...

A última estrofe é linda, Dade!
Um beijo.
Jefferson.

Nicast disse...

Bom te ler!

teca disse...

Versos inebriantes...

Beijo.