domingo, maio 23, 2010

Enquanto

 

Espera por alguém

conhecido ou insuspeitado
enquanto a vida dura
indissoluta.

Espera algum lugar
uma alegria possível
palavra ou face
antes que a luz
desvanecível
trave em crepúsculo
a aura da espera.

6 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Passamos a vida a esperar...
Mas nalguns casos vale a pena.

Belo poema, querida amiga. Gostei imenso.

Boa semana, beijo.

Lara Amaral disse...

A alma espera por alguém que possa dizê-la assim, como vc aqui a revela.

Beijo, querida.

Patrícia Gonçalves disse...

Interessante..., seus poemas sempre me levam pra uma viagem, enquanto leio me transporto pra uma sala, uma poltrona perto de uma janela com cortina diáfana, entre um verso e outro olho a tarde chuvosa que molha os pés de lavanda.

beijo

Assis Freitas disse...

Desvanescível é um alumbramento. abraço

Fred Matos disse...

Belo poema.
Ótima semana.
Beijos

Fouad Talal disse...

tudo brincadeiras minha querida!
grato pela visita!
um abraço!