quarta-feira, abril 04, 2012

Os gatos


Mistérios gozosos
dividiram o espaço
o céu está vazio
as vozes dessa noite
suprimiram a lua.
De incertezas e vigílias
o espanto vem do dia
como um muro
como se fosse
a túnica do tempo. 
Passados os mistérios
e os gatos dormem agora
saciados.

10 comentários:

Kelly disse...

Acho bonitos esses poemas que escondem o rumo até o fim, mas tem rumo!

Beijo.

Suzana Martins disse...

os ventos abraçaram os gatos em sono...

beijos flor

Jéssica do Vale disse...

Gatos;
sensualistas,
donos da noite,
donos do dia.

Assis Freitas disse...

seguir a orientação dos gatos: eis



beijo

mfc disse...

O momento em que o repouso toma conta de nós...

Aloísio disse...

Gatos são bichinhos muito inspiradores. E merecem toda atenção.

Beijo, Dade.

Jorge Pimenta disse...

entre olhares partilhados, passos descruzados. há um gato em cada uma das nossas sete vidas.

beijo, dade!

Mirze Souza disse...

Lindo!

"o espanto que vem do dia como um muro e é túnica do tempo. "

Junyar a sabedoria felina à sua, Dade... é demais.

Beijos

Mirze

Fred Caju disse...

Ai, ai... Felinos!

teca disse...

Os gatos têm algo de mistério... e vida!

Beijo de Páscoa.