segunda-feira, agosto 01, 2011

Os gatos


Mistério gozoso
é dividir o espaço.
Lá fora há um céu
e tudo está vazio
essa noite
calada
não tem lua.

Aprendi incertezas
e vigílias
em muitas noites.
Um espanto vem do dia
como um muro
e é túnica do tempo.
 

Mas os ventos passaram.

Os gatos dormem agora
saciados.

8 comentários:

Ivan disse...

Mistério gozoso e os gatos saciados, começo e fim de uma metáfora bem tua, Dade.
Beijos.

Cris de Souza disse...

gostei desse balaio de versos. dizem que os gatos tem sete vidas, quantas vidas terá o verso?

beijo, dade!

MIRZE disse...

Lindo poema!

Aprendi muito com os gatos, mas o mistério gososo e dividir o espaço, deixei para aprender aqui.

Beijos, Dade!

Mirze

Suzana Martins disse...

Aprendi com os misteriosos passos de cada cantar!!

Beijos

Assis Freitas disse...

puxa esses gatos me remetem a uma orientação de cortázar,


beijo

césar disse...

Os ventos passaram, prenúncio de satisfação. Lindo este poema de alguma paz.
Beijos.

Sandrio cândido. disse...

gostei
beijos

Anônimo disse...

Mil faces um poema pode ter.
Beijo do JL