segunda-feira, março 15, 2010

Cumplicidade



Preparamos penumbra de floresta
aves de incenso em pátina de espaço.
Limita-nos um teto de silêncio
e as palavras nos tocam
em som de pensamento e voz de sonho.

Temos cenários
ouro
asas maduras
travo de história
e tímidas ternuras pela boca.

O mesmo gesto modela nossos membros
e logo os ata.
Falamos juntos coisas separadas
vivemos separados coisas juntas
e uno e o tempo de nossas vestes
distâncias e lugares.

Sob o teto sem fim de nossa sombra
caminham nossas sombras de mãos dadas.

10 comentários:

Leonardo B. disse...

[com palavras se constroem as manhãs e tardes no mundo; nelas se adormece a noite de todas as sombras, de todas as nossas sombras...]

um imenso abraço, Amiga Dade

Leonardo B.

Amélia disse...

belíssimo!Cúmplice também.

Fabio Rocha disse...

Como ainda me dói esse...

Beijos

J.F. de Souza disse...

:)

:*

José Carlos Brandão disse...

Vamos de mãos dadas - que perfeito o mundo. Tão perfeito que diriam que fazemos ironia. Imagens da perfeição apontando para o mesmo lugar... Olé.
Beijo.

Nydia Bonetti disse...

Sem palavras, Dade. Eu quero é estar sob o teto sem fim da tua poesia - sempre. beijooos

Jefferson Bessa disse...

Infindas passagens, caminhos - nas infindas cumplicidades. Lindo!

Beijo.

Jefferson

Fred Matos disse...

"limita-nos um teto de silêncio
e as palavras nos tocam
em som de pensamento e voz de sonho"


É sempre ilimitado o prazer de te ler, querida amiga.

Beijos

Roberta disse...

Coisa mais linda, Dade! Suas palavras tocaram o indizível do sonho e daquilo que se busca e vive a dois. Um beijo!

Nilson disse...

O amor feito sombra. Beleza!