quarta-feira, abril 20, 2011

Os turistas



Vinham em grupos alegres
cercados de flores
a caminho da cascata
e estavam todos vivos.

Imaginei a volta
a suas terras cinzentas
as águas mortas de gelo
e registrei
sorrisos a caminho da cascata.

No fundo de seus olhos
dançavam renitentes
o medo da floresta
a excitação de se expor ao sol dos trópicos
nos cabelos
uma carícia arredia de metal.

Tocavam-se de leve caminhando
a pele
como bonecos de neve
numa calçada de suas longínquas cidades
e riam um pouco tensos
bem protegidos
contra os perigos do desconhecido
e a aventura plena
de estarem todos vivos.

6 comentários:

Suzana Martins disse...

Viajavam entre esferas e imaginava os outros mundos onde os olhos moravam... Eles, desconhecidos e tão conhecidos em terras de sonhos...

Beijos...

nydia bonetti disse...

Belo!!! beso.

MIRZE disse...

Fantástico, Dade!

Uma representação viva do que acontece na realidade com os turistas.

Beijos, querida!

Mirze

Jefferson Bessa disse...

Aventura maior é viver, Dade! Adorei. Beijos. Jefferson.

Lalo Arias disse...

Um instantâneo eterno. Lindo. Beijo.

Assis Freitas disse...

estar vivo é condição para o espanto,


beijo