quarta-feira, março 14, 2012

Meada




Dentro da casa vazia
ressoa um telefone sem reposta
ponta perdida da meada.

12 comentários:

Ivan disse...

Muito legal, Dade!
Beijos do Ivan.

Leonardo B. disse...

[o silêncio que espalha pela casa,

um caco vazio, quase nada.]


um imenso abraço, Dade

Leonardo B.

Luiza Maciel Nogueira disse...

lindo Dede da saudade que vai repercutindo pelas paredes.

beijos

Assis Freitas disse...

e fio, o fio, da meada


beijo

césar disse...

Diria a ponta ansiosa da meada.

Beijos, Dade.

Anônimo disse...

São muitas as pontas que se perdem.

MIRZE disse...

Tantas pontas se perdem.

Imagino o eco nas paredes,

Lindo!

Beijos

Mirze

Daniela Delias disse...

O fio da meada...
Que bonito!
Bjõ

mfc disse...

É urgente restabelecer essa ligação...

Beijos.

Adriana Aleixo disse...

Versos curtos de riquíssima interpretação!
A imagem deu calafrios...
O que nos espera do outro lado da linha?
Bjo!

Jorge Pimenta disse...

e a casa fica ainda mais devoluta...

beijos!

Cris de Souza disse...

haja fio de inscrição...