segunda-feira, junho 07, 2010

Da vida



A vida é breve
já se sabe
mas que seja leve.


Abrir as asas
sempre cabe
nas horas mais rasas.





O poema-amigo é de nossa querida Nina Rizzi, sempre bem-vinda.



noturno da rua da glória
nina rizzi

há centenas de esquinas esperando,
prontas pra ouvir - te amo.

mas ele, não mais, nunca mais
me diz - puta.

8 comentários:

gisela rosa disse...

belíssimo poema Dade!


Um beijinho

Lou Vilela disse...

O poema da Nina é contundente e muito bem construído.

O seu, minha cara, apresenta uma profundidade e um lirismo de tirar o fôlego.

Respondi ao teu questionamento por e-mail. Recebeu?

Bjs

Lara Amaral disse...

Dade, seu poema é lindo, eu amo estar aqui te lendo.
E a Nina, outra linda, de uma poesia singular e dinâmica.

Beijos!

José Carlos Brandão disse...

Leveza de poesia, Dade.
Beijo.

Assis Freitas disse...

breve e leve como esse encontro de maestria,

beijos

Edu O. disse...

cheguei aqui através do BLAG de Nilson. Fiquei curioso para ler os poemas-amigos. Ganhei muito com esta paragem por aqui.

nina rizzi disse...

eita, porra: cadê o comentário que tava aqui? o gato comeu? o blogger levou?

oraora, que dizer, que dizer? te acompanhar assim, ah, que coisa mais deliciosa, querida. eu aqui, comendo tua poesia. ê coisa boa.

lindo, obrigada por compratilhar, vc.

beijos.

Nilson disse...

Oi, Dade, belíssimo diálogo aqui no inscrições. Gostei de Nina. E você ainda pergunta: pra mim seria uma honra das maiores. Claro que pode!