quarta-feira, outubro 19, 2011

Despertar

Lovers. Slawek Gruca.

 
Sonhos de chuva
juntaram nossas mãos
sobre as cidades.
Países de nanquim
tornearam estradas
sobre a tristeza
e os pergaminhos
brotaram girassóis
de salvação.

Mas tudo foi inútil
quando acordamos
e o dia era de sol.

11 comentários:

Ivan disse...

Maravilha, Dade, belíssimo poema.
Beijos.

MIRZE disse...

Belíssimo poema, Dade!

Acabaram os adjetivos. Tão lindo que choca como arte pura.

Beijos

Mirze

Enylton disse...

Incrível este poema, Adelaide. Creio que é o mais bonito que já li aqui, neste recanto de beleza.
Beijo.

dani carrara disse...

bonito e triste...

Anônimo disse...

Dia de sol dia sem sonhos.
Beijo do Jonatas.

Jorge Pimenta disse...

as estações dos homens no desencontro com a meteorologia. haverá um tempo exato para a felicidade?
pura magia este texto, querida dade!
beijo!

Daniela Delias disse...

Que bonito...que final surpreendentemente belo!
Bjão!

césar disse...

Guardei na minha coleção de prediletos...

Assis Freitas disse...

sol, girassol, perdição dos dias


beijo

Cris de Souza disse...

Que belas métaforas!

Anônimo disse...

Fantastic! Mensagem Nice, sind meine Blog número 1!
diablo 3 gold