sexta-feira, outubro 14, 2011

Viagem


O apito do trem ao longe
dá a medida de todas as manhãs.

Recomeçar
é desdizer rotinas.
Em cada trem florescerão janelas
matas pomares
– mas antes vêm as pontes
tardes duras
sem voos sobre o pasto
monotonias de terra batida
rachada
vidas mudas
e o trem traz de roldão
pequenas dádivas de luz
numa estação noturna
fugaz e anônima.

Talvez a treva proíba campos verdes
e a névoa das manhãs
impregne desolada os passageiros
pela vidraça do sono.

Prados
cidades céleres talvez
estradas repetidas
levam até o sol
e as vinhas da colheita
enchem o ar de perfume.

Mais devagar
do outro lado
imagens e desejos acordados
amadurecem cachos
e o rio se distende em seu destino
rumo ao vinho.

Ao longe
se adivinha o mar
toldado de distância.

11 comentários:

Amélia disse...

Como eu gosto de vir aqui!

Jorge Pimenta disse...

recomeços desmanchando rotinas (imagem perfeita) diante de horizontes por abrir. o mar, bem aqui ao lado, talvez numa concha de mão. há viagens que não podem ser adiadas.
beijo, dade!

Suzana Martins disse...

Pela viagem em ondas encontro-me sensível ao mar. Os nossos olhos encontram-se nesse horizonte particular de emoções transformando versos em eternas palavras..

Beijos querida

Luana disse...

Essa viagem é um poema lino demais, Dade.

Beijos muitos.

MIRZE disse...

Grande, Dade!

Uma viagem inesperada, embora tenha começo, meio e fim;

Destaco a extrema beleza desta parte:
"Talvez a treva proíba campos verdes e a névoa das manhãs impregne desolada os passageiros pela vidraça do sono."

Lindo demais!

Beijos,querida!

Mirze

Carol Timm disse...

Dade,

Talvez por estar de férias, por ter viajado hoje, por ter mais tempo aqui no paralelo 30, o fato é que gostei imensamente desse poema-viagem.

Desfrutando-o com esse começo de tregua.

11 dias sem rotina com tempo para poesia é bom demais...

Bjs,
Carol

Assis Freitas disse...

sinto-me tomado de caminhos e olhares,


beijo

Ivan disse...

Viagem das melhores, em que as palavras dão conta das sensações.
Beijos.

juliana k. disse...

"recomeçar é desdizer rotinas"... que imagem mais linda, dade!

[ esse seu canto tem um gostinho bom, que nem te conto! :) ]

Cris de Souza disse...

Viajo com tuas liras...

Beijos, poeta querida!

Marcio Nicolau disse...

"dádivas de luz
numa estação noturna"

assim defino a poesia na web.