quarta-feira, julho 27, 2011

Im/possíveis



Se for possível te escrevo
e te recebo
numa casa futura de alegria.

Se for possível
troco os ponteiros
e ponho em seu lugar o branco
o puro
o verdadeiro
isento de saudade.

Mas só se for inteiramente
impossível
continuar vivendo a realidade.

8 comentários:

Luiza Maciel Nogueira disse...

Um poema cheio de sabedoria!! Um beijo.

Sandrio cândido. disse...

lindo
abraços

Andressa disse...

triste e bonito.

césar disse...

Planos, sonhos, conjecturas...
Às vezes eles obrigam a romper com a realidade, outras, a realidade os retém em seu lugar de abstrações.

Beijos.

MIRZE disse...

Dade!

Seu raciocínio é maravilhoso. As pessoas tem pânico da realidade. Concordo que viver no mundo dos sonhos é bem melhor. Mas chega uma hora que é preciso colocar os pés no chão.

Maravilha!

Beijos

Mirze

MIRZE disse...

DADE!!!!

Não imagina minha alegria e a honra que senti ao lê-la ma página Cronópios!

Eles demoraram a ver reconhecer sua poesia-arte.;

PARABÉNS!!!!

Beijos

Mirze

Luana disse...

A realidade sempre vence.
Beijo, querida.

Anônimo disse...

Ah, se fosse possível...
Bjs JL